Aulas 7 e 10: Design Thinking, educação em valores e transformação social

Durante o curso Ciência, Educação e Direitos Humanos fui apresentada a teoria chamada Design Thinking. Essas aulas foram ministradas pelo professor Reinhold Steinbeck do Instituto de Design da Universidade de Stanford.

Assim como o pensamento humano e a ciência evoluíram, os problemas que enfrentamos hoje são muito diferentes dos problemas do século passado. Ora, só fazem 11 anos que o século XXI começou, mas o mundo está bem diferente. Portanto, para solucionar novos problemas precisamos buscar novas soluções. O design thinkinig busca soluções inovadoras para esse novos problemas.

Design thinking  é um processo criativo baseado em compartilhar de ideias: É um protocolo que combina criatividade, empatia e racionalidade para resolver problemas e descobrir novas oportunidades de uma maneira prática e criativa. O medo do fracasso é extremamente limitado porque não há julgamento no início do processo. Este método promove a coleta de dados máxima e e participação nas fases posteriores do processo.

No design thinking almeja-se a satisfação das pessoas envolvidas no problema. Para isso, usa-se metódos inovadores e trabalho em equipe. Testar sempre é  o lema!

 

Criatividade: uma boa ideia surge em meio a muitas ideias!

Durante as aulas fizemos atividades práticas chamada Jigsaw Group Work e uma delas estava ligada a resolver problemas de uma escola. Para isso cada nos dividimos em grupos e cada aluno teve um papel diferente dentro do grupo professor, diretor ou aluno.

A primeira etapa do design thinking consiste em conhecer a comunidade e seus problemas e necessidades. em seguida, aprofundar seus conhecimentos, através de histórias específicas, fatos, relatos etc.

Assim, no role-play, cada um foi entrevistado visando conhecer e buscar as necessidades de cada personagem.

Após essa etapa, todos os “professores”, “diretores” e “alunos” se reuniram com seus grupos, respectivamente, para tentar encontrar padrões, achar as necessidades e definir problemas.

Cada característica encontrada foi escrita em um post-it e depois os post-its foram agrupados, criando personas:

PROFESSOR

DIRETOR

ALUNO

Com essa aparência, é possível aplicar o design thinking em uma escola que enfrenta problemas, fixar um mural na escola, onde todos tenham a liberdade de escrever problemas que observa dentro da escola. Dessa forma, todos tem acesso e podem modificar ou acrescentar informações nesse mural.

Essa técnica foi aplicada na Iowa State University, e a experiência foi exemplifica pelo professor Reinhold durante a aula. Nessa universidade, estava-se tentando criar um novo curso de Educação. Alunos, professores e pessoas da comunidade tiveram participação ativa nesse processo de criação.

Para saber mais:

http://lemill.net/methods/jigsaw-group-work

http://stanford.edu/~reinhold/homepage/Reinhold_Steinbeck.html

http://www4.usp.br/index.php/educacao/21057

http://designthinkingforeducators.com/

http://www.stanford.edu/~reinhold/homepage/Media___Reinhold_Steinbeck.html

Livro: Design Thinking – Uma Metodologia Poderosa Para Decretar O Fim Das Velhas Ideias

autor: Tim Brown Editora: Campus

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s